12 de abril de 2016

Você sabe o que quer da vida?

vidaCaro leitor, você sabe aonde quer chegar?

Pare e reflita sobre os seus planos traçados há dez anos. A balança está equilibrada? Lembrou de colocar ali a qualidade de vida em termos familiares, atitudes positivas, viagens, saúde, paz de espírito e outros itens, impossíveis de contabilizar em números?

Lembra daquele amigo da faculdade, sempre entusiasmado e com vários projetos interessantes e metas bem definidas? Tem notícias dele?

Se você anda sem rumo e sem metas, procure saber dele e trace um paralelo com a sua vida. Talvez você esteja apenas levando a vida… Vivendo.

Se você não está satisfeito com os resultados obtidos na vida, saiba que eles são a colheita das sementes que você plantou no passado. Se você continuar fazendo o que sempre fez, certamente, continuará obtendo os mesmos resultados.

Costumo dizer que muitas vezes a gente não sabe o quer, mas sabe o que não quer para a nossa vida. Segundo Freud, muito do nosso querer, que vive angustiando a nossa vida, na verdade, não é nosso e, sim, dos nossos pais. Acalme-se, você não precisa ser sempre bonzinho, cordato ou submisso o tempo todo. Você pode e deve aprender a dizer, não! Não quero! Não gosto!

Como descobrir o que você quer da vida

O primeiro passo é parar de ocupar a sua mente e energia com frustrações do passado. O que não deu certo naquela época deve servir como experiência, bagagem de vida e como alerta para não errar novamente. Esse é o momento de parar de se fixar no passado e voltar a atenção para o presente e para o futuro. O que você quer para a sua vida daqui para diante? Como gostaria de ser? O que gostaria de mudar?

As pessoas mais felizes são aquelas que têm um projeto de vida ou um propósito na vida: pode ser um objetivo ou um conjunto de crenças que lhe dão sentido. Sem isso, fica-se à deriva, e a felicidade sempre será vulnerável às influências externas. O outro é sempre culpado pela minha infelicidade.

As pessoas bem sucedidas pessoal e profissionalmente, permitem-se sonhar e ter ambição. Estou me referindo a ambição sadia. Intimamente elas fantasiam como gostariam de que as coisas acontecessem ou fossem.
Sem um sonho, uma perspectiva ou um desejo concreto, não se chega a algum lugar. Boas intenções e ideias criativas não se transformam em sucesso, sem uma ação.

Quantas vezes você já se surpreendeu pensando: “Não sou capaz de conseguir ou não sou bom o bastante”. Não caia neste tipo de armadilha, fuja de frases e situações autodestrutivas.
Mire-se em bons exemplos e em coisas agradáveis, para poder olhar além do aqui e agora e ao menos ter a chance de tentar. Não existe êxito e sucesso sem tentativa. Pare de se autolimitar tentando encontrar desculpas para os outros e, principalmente, para você mesmo. Ao invés disso, sugiro que se dê a chance de dizer: “Vou ser bom nisso… Vou conseguir ingressar na faculdade. Tenho capacidade para conseguir passar neste concurso. Sou um ser normal, perfeito, posso amar e ser amado, fazer e ser feliz”.

Não só posso, quero, e como quero!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>