Tag Archives: Vida a dois

27 de julho de 2015

A solidão é passageira, e pode ser bem aproveitada

solidaoVivemos a era dos ideais de consumo, egoísmo, individualismo, imediatismo e do narcisismo em alta. A preocupação de chegar aos 30 e não ter encontrado um par para se casar já não atormenta tanto as pessoas. Há quem opte por priorizar a vida profissional mais do que ao casamento. Pelo menos num determinado momento.

Em tempos de atividades cada vez mais solitárias, como internet, TV, academia, ir ao cinema ou a balada, as pessoas gastam um bom tempo com o seu bem-estar, preocupados com a qualidade de vida e com a estética.  

 
 
 
28 de julho de 2014

O amor como um jogo de perdas e ganhos

golden-years-agencia-relacionamentos-casamentos-amor-jogo

Ao contrário do que muitos pensam, o amor pode, sim, ser visto como um jogo em que existem vantagens e desvantagens. Perdas e ganhos. Isso porque, quando paramos para analisar, ao mesmo tempo em que o amor nos proporciona muita coisa, ele também nos priva de outras. E abrir mão de certos hábitos, gostos e preferências nem sempre é uma tarefa fácil para algumas pessoas.

 

 
 
 
02 de julho de 2014

A importância de respeitar a independência do par

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-independencia

Quando estamos namorando por um longo período de tempo ou já nos casamos, é normal e necessário que nos adaptemos a vida a dois, excluindo ou deixando um pouco de lado algumas coisas que costumavam fazer parte da antiga vida de solteiro. Sair todos os dias, não dar satisfação a ninguém e tomar decisões impulsivas são algumas delas, por exemplo. Porém, se há algo que não deve, jamais, ser excluído ou deixado de lado, é a independência.

 

 
 
 
25 de junho de 2014

As manias que afetam os relacionamentos

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-manias

Para desfrutar de um relacionamento saudável, não é segredo que esforço e comprometimento são exigidos desde o início. E, apesar de não existir nenhuma fórmula mágica para que o relacionamento evolua, esses dois fatores auxiliam no processo, pois ajudam a evitar situações que podem desgastar a união ao longo do tempo. Tais situações são as chamadas manias, que se apresentam como verdadeiras inimigas do amor. E são elas o tema do nosso post de hoje.

 

 
 
 
12 de maio de 2014

Casei. E agora?

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamento

Tudo caminhou como o planejado. Vocês se conheceram após muita procura e expectativa. Começaram a namorar e as coisas evoluíram de uma forma incrível. Tanto que, depois de um tempo de crescimento conjunto, vocês decidiram que era hora de casar. Mas aí você para e pensa: até ontem, eu era namorado (a) de alguém e, agora, sou esposo (a) desta pessoa. O que muda daqui para frente? Bem, nós lhe responderemos isso no post de hoje.

Primeiramente, entenda que casamento não é sinônimo de prisão. Sua liberdade individual para praticar seus hobbies e cultivar suas ideias e opiniões continua lá. É sua. Aliás, é algo que deve ser feito para a manutenção de um bom casamento. Entretanto, é necessário encontrar um ponto de equilíbrio e preservar as duas partes – a sua liberdade e a vida conjunta com o parceiro (a). E isso é um desafio.