Tag Archives: encontrar alguem

08 de julho de 2016

Atração Física

atracao-fisica

Todos nós sonhamos ter um relacionamento amoroso verdadeiro, intenso e seguro.

No entanto, tudo começa pela atração física, que tem muito a ver com a paixão. Uma sensação e um sentimento meio inexplicável.

A tão famosa “química”. Sempre costumo dizer, nas minhas entrevistas, que se ela não acontecer, desista! Sem tesão, não tem solução… Nenhum casamento se mantêm intacto quando falta o sentimento de pele. Os riscos de ruptura ou de traição são sempre iminentes.

A atração física no relacionamento é uma base importantíssima quando existe cumplicidade entre o casal. Quando existe respeito, amizade e afeto. Estes são fatores primordiais para o desenvolvimento e crescimento pessoal e profissional de ambos.

Compartilhar sonhos, novos projetos, falar das angústias e inquietudes. Ter alguém para andar de mãos dadas, viajar, dançar. Acordar e saber que o outro está ali e que é possível abrir o coração, confiar e se entregar por inteiro, sem medos.

Encontrar alguém com todas essas características, nos dias de hoje, é muito raro. Ninguém de sã consciência desperdiça alguém tão interessante. Saber valorizar os pontos positivos e relevar alguns defeitinhos é importante para assegurar um relacionamento feliz e duradouro. E tudo isso, é fruto da união entre duas pessoas que fazem todo o possível para permanecer sintonizados , se descobrindo continuamente. A atração física sozinha não segura nenhuma relação.

Saber dosar a atração física, o companheirismo, a amizade e o afeto, este é o segredo para construir e manter uma relação a dois mais verdadeira e prazerosa. É bom lembrar sempre que a pessoa amada é uma joia preciosa que possuímos.

 
 
07 de outubro de 2014

Como superar a timidez

como-superar-timidez

A timidez é uma velha conhecida. Ela com certeza já apareceu em algum momento do dia a dia, seja em uma apresentação, durante uma reunião de trabalho ou em uma paquera.

O problema é quando ela se transforma em um entrave constante, e deixa de ser uma “visita passageira”.  De acordo com a Marlene Heuser, matchmaker à frente da agência de relacionamentos Golden Years, há dois tipos de timidez: a crônica e a situacional.

“Na timidez crônica a pessoa experimenta dificuldade em praticamente todas as áreas do convívio social. Ela não consegue paquerar, falar com estranhos, fazer amigos, falar em público, enfim, o prejuízo é generalizado. Já na timidez situacional a inibição se manifesta em ocasiões específicas e, portanto, o prejuízo é localizado”, conta Marlene.

Há, também, a timidez patológica, mais conhecida como fobia social. Nesses casos, a pessoa passa a evitar o convívio social ou programas como frequentar restaurantes, fazer cursos e sair para uma balada com os amigos.

Se a timidez realmente se transformar em parte da sua vida, há um problema que precisa ser solucionado.  Veja se você se enquadra em algumas situações abaixo:

– Dificuldade para aproximar-se da outra pessoa

– Sofrimento por crises de ansiedade