11 de agosto de 2014

Relacionamentos modernos x relacionamentos tradicionais

moderno-x-tradicional“Por que, na minha época, não era assim”. Certamente, você deve ter ouvido essa frase pelo menos uma vez na vida. Geralmente, ela é proferida por uma pessoa mais velha, que se depara com uma situação um tanto quanto nova e pensa em como ela seria encarada no passado. Mas será que ela faz sentido quando se trata de relacionamentos?

Muito se fala sobre as diferenças entre os relacionamentos tradicionais e modernos. Alguns defendem os velhos costumes afetivos, outros preferem as novas formas de se relacionar. Enquanto os relacionamentos tradicionais estão mais ligados à idealização e ao romantismo, os relacionamentos modernos são mais incisivos e diretos, objetivando um determinado interesse, que pode ou não ser o casamento. Essas diferenças, no entanto, não fazem um melhor do que o outro.

A verdade é que tudo varia de pessoa para pessoa. Se investir de forma mais lenta e tomar o seu tempo é a sua forma de conquistar, ótimo! Atenha-se a ela e não sinta a necessidade de mudar só porque os tempos mudaram. Afinal, muitas pessoas preferem essa técnica. Você não está sozinho nessa, pode ter certeza. Por outro lado, se você gosta de deixar bem claro logo de cara o que está buscando e não poupa esforços para isso, tudo bem também! Novamente, existem muitas pessoas que se dão melhor com esse tipo de relacionamento.

E, claro, nada impede que você mescle as duas coisas e tente extrair o que é bom das duas formas de se relacionar. O cavalheirismo, por exemplo, é algo que está associado ao tradicional, mas que até hoje é altamente recomendado e valorizado. Dificilmente você vai encontrar alguém que não goste dele.

Leia mais sobre comportamento

Então, seja lá o que você prefira, o tradicional ou o moderno, saiba que o amor não se encaixa em único molde!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>