30 de maio de 2014

Relacionamento abusivo: saiba como reconhecê-lo

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-namoros-relacionamento-abusivo

Os relacionamentos abusivos são aqueles em que a mulher é “coisificada” e deixa de ser enxergada como um ser humano como outro qualquer, que possui gostos, preferências e opiniões. Aqui, a mulher é tida como um prêmio pertencente ao seu namorado/marido, que acredita ser o dono de sua companheira em vez de, simplesmente, o companheiro propriamente dito.

Portanto, para você ficar atenta se está, ou não, em um relacionamento abusivo, nós separamos algumas dicas. Começando pelo controle excessivo. Se o seu par afetivo tem dado sinais de ciúme exagerado a ponto de querer estabelecer onde e quando você pode sair, algo está muito errado. O respeito à independência do outro em um relacionamento é imprescindível.

Episódios de comportamento agressivo e raivoso também são sinais de alerta. Se o homem com o qual você se encontra tem te ameaçado fisicamente ou até já lhe segurou com força em alguma briga ou algo do tipo, você, certamente, está em um relacionamento abusivo. Um bem perigoso, diga-se de passagem.

Outro importante ponto a ser ressaltado é a humilhação e as decepções que o seu parceiro lhe traz por meio das palavras. Afinal, não é só o contato físico que pode machucar. Se ele a degrada com palavras de menosprezo e não a incentiva de forma alguma, é hora de repensar se você realmente está em um relacionamento saudável.

Manipular, mentir e negligenciar também são características de um relacionamento abusivo. Portanto, se você se identificou com algum dos pontos abordados aqui, cuidado! Lembrando que isso pode acontecer em todos os tipos de uniões e não necessariamente apenas com as mulheres. Não se iluda com desculpas do tipo “ah, ele só é agressivo quando bebe”.  O excesso de bebidas pode destruir o amor e a família. O pior cego é aquele que não quer ver. Se você percebe esse tipo de comportamento já no início do namoro, tire o óculos cor de rosa. Não espere por um milagre.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>