11 de junho de 2015

Especial Dia dos Namorados: Por um mundo com mais amor maduro

amormoar

“O amor maduro tem a experiência da vida e sabe o quanto vale um sentimento profundo, verdadeiro e duradouro.”

Encontrar o amor, em qualquer das fases de nossa vida, é sempre divino, seja na infância, na adolescência ou encontrá-lo na maturidade. Quando duas pessoas se amam e decidem ficar juntas é porque estão dispostas a unirem suas forças em direção a um projeto de vida em comum.

Mas existe uma pergunta que muita gente faz, mas poucos conseguem responder. O que é o amor? Será que é aquele comercial de margarina lindo, em que mulher, esposo e filho tomam café juntos enquanto o cachorro brinca lá fora? Não, isso não é amor. É simplesmente uma ideia, um comercial.

No amor, temos que levar em consideração que cada um traz na bagagem seus objetivos pessoais. É fundamental poder contar com o incentivo e apoio do parceiro. O carinho, a amizade e o estímulo que cada um dispensa ao outro será a chave do sucesso para que sejam felizes.

‘’ Viver juntos pode significar dividir o barco, a ração e o leito da cabine. Pode significar navegar juntos e compartilhar as alegrias e agruras da viagem,  mas nada tem a ver com a passagem de uma margem à outra, e portanto seu propósito não é fazer o papel das sólidas pontes (Ausentes)’’, disse Zygmunt Bauman, o filósofo que melhor retrata como os laços humanos funcionam na modernidade.

Bauman também aponta duas qualidades importantes em uma relação madura: humildade e coragem. ‘’Essas duas qualidades são exigidas, em escalas enormes e contínuas, quando se ingressa numa terra inexplorada e não mapeada. E é a esse território que o amor conduz ao se instalar entre dois ou mais seres humanos.’’

Somente as pessoas emocionalmente maduras conseguem transformar uma convivência diária, com todos os riscos do desgaste do dia-a-dia, numa relação gratificante. Um relacionamento prazeroso, sem cobranças, sem o aprisionamento, onde cada um pode se sentir inteiro.

Numa relação amorosa madura, um presta atenção no outro e nas suas necessidades para poder repor o que começa a faltar. Isto requer tempo, conhecimento de si mesmo e do outro, dedicação e muita predisposição para querer acertar. Para entender as mensagens ocultas e evitar os conflitos, são fundamentais a sensibilidade e habilidade de se conectar e expressar as emoções. Só assim é possível construir uma relação mais prazerosa e voltar a se impressionar mais com a vida, em especial com as pequenas e belas coisas da vida. Menos angústias, insatisfações e melancolia. Mais companheirismo, carinhos, bem-querer e prazer.

Na relação amorosa madura, os dois procuram crescer juntos, se incentivando mutuamente, têm amigos comuns, emocionalmente estruturados, adoecem menos, são individualmente mais felizes e não se prendem às ditaduras da sociedade.

A felicidade amorosa contribui muito para o sucesso profissional que como consequência traz ganhos financeiros. Realizações bem sucedidas geram contentamento, cumplicidade e admiração. Aquele brilho no olhar que só acontece quando se sente um amor verdadeiro.

Só consegue viver um amor maduro quem tem equilíbrio emocional, quem confia no “próprio taco”. Ou seja, aquele que não fica criando caso quando o parceiro elogia o belo monumento que acabou de passar. Em relacionamentos maduros é civilizado conviver com os ex., não ouvir conversas na extensão, não ficar bisbilhotando o talão de cheques e nem entrar em paranoia quando toca o celular do parceiro. Problemas da infelicidade não interessam ao amor maduro.

E como diz Artur da Távola: “Na felicidade está o encontro de peles, o ficar com o gosto da boca e do cheiro, está a compreensão antecipada, a adivinhação, o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto, os discursos silenciosos da percepção, o prazer de conviver, o equilíbrio de carne e de espírito”.

Dois corações envoltos na mais pura alegria de viver.

Veja também: Acredite em você

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>