13 de julho de 2015

Dez passos para a felicidade a dois

1Não existe uma fórmula mágica para um relacionamento dar certo. Essa é uma das crenças de Marlene Heuser, matchmaker e proprietária da agência de relacionamentos Golden Years.

No entanto, colocar em prática alguns pontos importantes pode ajudar na construção e manutenção de uma união conjugal saudável e feliz.

Veja 10 passos elaborados pela Marlene para a felicidade a dois:

TOLERÂNCIA

Lidar com os próprios defeitos não é fácil. Quanto mais com os de outra pessoa. É preciso muita paciência e muito esforço para conviver bem com alguns comportamentos pouco aceitáveis do parceiro. Por isso, lembre-se: perfeição não existe. Às vezes, é possível melhorar. Mudar, nem sempre.

SEXO

Amizade, paixão, desejo e carícias são elos importantes que mantêm uma união duradoura e gratificante. Aceitar bem situações novas, gostosas, prazerosas e despertar o desejo na pessoa amada, não ter pressa e investir nas preliminares são caminhos seguros para atingir intimidade, cumplicidade e sintonia.

RESPEITO

Respeitar como o outro encara a vida, seus valores, amigos, profissão, seus sonhos, deixará o relacionamento mais leve.

ACEITAÇÃO

Não é saudável querer mudar o parceiro. É mais fácil trabalhar a própria aceitação do que a mudança do outro.

NORMAS

Deixe claro alguns pontos como: divisão das tarefas domésticas, como fica o pagamento das despesas da casa, o happy-hour com os amigos, o relacionamento com o ex e a visita dos filhos.

COMUNICAÇÃO

Manter um diálogo franco e aberto evitará que pequenas mágoas se transformem em ressentimentos e frustrações.

LIBERDADE

Muitos relacionamentos fracassam porque o parceiro tenta impedir a liberdade do outro. Casamento não é sinônimo de prisão. Cada um tem o direito de viver a sua vida, desde que não desrespeite o vínculo que criou e mantém com seu parceiro. Os limites dessa liberdade devem ser estabelecidos pelo casal.

ELOGIO

Ao invés de criticar seu parceiro, passe a valorizar os seus traços positivos. Repare naquilo que tem de bom e maravilhoso.

CIÚMES

Em geral ele nasce da descoberta de que não somos tudo para o nosso companheiro. Apesar de ser um sentimento natural, muitas vezes, está diretamente ligado à falta de confiança em si e no outro. Avaliar como anda a autoestima e analisar os motivos que estão desencadeando o ciúme é fundamental para não permitir que ele afete o relacionamento amoroso.

FELICIDADE

Você é o único responsável pela sua própria felicidade. Focalize o momento presente. A próxima semana, mês ou ano podem nunca chegar. O momento certo para começar a ter uma história de amor com o seu companheiro é agora. A hora certa para fazer aquele telefonema e dizer “eu te amo” também é agora. Este é, sem dúvida, o primeiro passo para fazer e ser feliz!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>