Category Archives: Em busca do amor

04 de julho de 2014

Na busca pelo amor, é necessário ter paciência

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-paciencia

Buscar o amor é, provavelmente, uma das tarefas mais trabalhosas da vida. Porém, também é uma das mais prazerosas e recompensadoras. Por isso, o importante é não desistir, continuar tentando e se lembrar de que você não é o único nessa deliciosa busca. Para tanto, todavia, é essencial que você desenvolva algo fundamental em, praticamente, todas as situações da vida: a paciência.

 

 
 
 
30 de junho de 2014

Elas também podem iniciar o flerte

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-mulheres-flerte

Quando nos perguntam quem deve iniciar o flerte, normalmente respondemos que esse é o papel do homem, certo? Pode até ser, mas a verdade é que os tempos mudaram e, atualmente, muitas vezes, quem desempenha esta função são as mulheres. Sim, caro leitor (a), elas também podem fazer o primeiro movimento e não há absolutamente nada de errado com isso. Permita-nos explicar o porquê.

 

 
 
 
11 de junho de 2014

Ainda é possível encontrar alguém

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-namoros-encontrar-alguem

Como bem sabemos, o Dia dos Namorados, comemorado no próximo dia 12, está logo ali na esquina. E, se para muitos, a data é sinônimo de felicidade e realização, para outros é um lembrete de que a solidão ainda possui cadeira cativa na área afetiva. Mas isso pode mudar. E nós vamos lhe explicar como.

Primeiramente, o pessimismo nunca ajudou e nunca ajudará ninguém. Portanto, antes de qualquer coisa, é hora de mudar as atitudes e começar a “olhar para os lados”. A oportunidade de conhecer alguém novo e encontrar o amor está logo ali.

 

 
 
 
04 de junho de 2014

Um novo dia, uma nova oportunidade

golden-years-agencia-relacionamentos-casamentos-nova-oportunidade

Nem sempre podemos alterar a forma como as coisas funcionam. Por não possuirmos total controle sobre tudo o que ocorre em nossas vidas, muitas vezes nos vemos presos a eventuais desventuras que, equivocadamente, pensamos poder evitar se tivéssemos feito isso ou aquilo. Mas a verdade é que não podemos driblar o inevitável. Todavia, o que podemos e devemos fazer, neste caso, é reciclar a forma como enxergamos a vida.

 

 
 
 
28 de maio de 2014

O que é, afinal, o amor?

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-namoros-o-que-e-amor

Se há uma coisa que está constantemente presente em nossas vidas é o amor. Uma palavra de quatro letras, mas que poderia muito bem ser escrita de quatro milhões de formas diferentes. Até um pouco mais. Ternura, carinho, compaixão, pessoas, música, livros… o amor faz parte de tudo. Mas o que, na essência, é ele?

 

 
 
 
14 de maio de 2014

Esqueça o passado e viva o presente

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamento-passado-presente

Todos temos bagagem. Isso é fato. Porém, de todos os tipos que podemos imaginar, a bagagem emocional é, sem dúvida alguma, a mais pesada e difícil de carregar. E escapar dela é inevitável. Uma vez que estamos inseridos no mundo, as tristezas, felicidades, decepções, lágrimas e sorrisos que a realidade do dia a dia oferece são internalizados por nós e começam a fazer parte de quem somos.

No entanto, o que muitas vezes não entendemos é que todas essas coisas, após exercerem seus papéis de nos ajudarem a crescer, vão para um lugarzinho chamado passado. E visitar esse local pode até ser bom de vez em quando, mas, viver nele, não mesmo. Isso porque o que ficou lá para trás teve determinada importância e função em certo tempo da vida, mas já não é essencial ou, necessariamente, faz parte da pessoa que você se tornou ou pretende se tornar.

 

 
 
 
07 de maio de 2014

Olhe a sua volta. Você pode ter uma surpresa!

golden-years-agencia-de-relacionamentos-olhe-a-volta-surpresa

Você vive cabisbaixo onde quer que vá, reclamando de que o grande amor da sua vida não aparece e que as surpresas da vida se esgotaram para você. Pois bem, meu caro (a), pode ir parando por aí mesmo.

Quantas vezes você ergueu a cabeça, deu uma boa olhada no que está a sua volta e pensou a respeito? Se a resposta foi ‘poucas’ ou até mesmo ‘nenhuma’, sinto muito em lhe dizer, mas você está perdendo algo chamado vida. E ela pode ser bem surpreendente. Inclusive se a sua resposta ao questionamento anterior foi ‘muitas’.