Category Archives: Em busca do amor

04 de junho de 2015

Especial: Dia dos Namorados

diadosnamorados

“Quando duas pessoas se amam, não olham uma para a outra, olham na mesma direção”. – Ginger Rogers

A data mais romântica do ano, o Dia dos Namorados, está chegando. E é nessa época do ano que muitas pessoas se dão conta de que estão sozinhas. Trabalho e falta de tempo são as primeiras desculpas de quem é questionado sobre um novo amor.
Durante o ano as pessoas nem percebem, mas em datas como 12 de junho a solidão chega para lembrar que é preciso deixar o amor entrar em suas vidas. Não se pode deixar a vida amorosa ao acaso.
Apesar de todo o aparato tecnológico existente, nunca se viveu um período tão difícil na comunicação interpessoal. Um bom nível cultural, beleza física, um emprego estável e uma renda acima da média não são mais garantias para se conseguir um novo amor.

O amor é, talvez, um dos maiores anseios do ser humano. O fato de poder compartilhar momentos, emoções, enfim a vida com alguém é simplesmente fantástico. O sorriso da pessoa amada. O toque. Tudo é maravilhoso, mágico.

Namorar é um conjunto de tantas pequenas grandes coisas que quando se está junto de alguém, qualquer um se esquece de si mesmo, de convenções e a vida fica mais leve. Quando se está enamorado é possível descobrir uma nova dimensão da vida e, juntinhos, fazer voos fantásticos… Isto é namorar, e namorar é preciso…

 

Nos próximos dias, vamos tratar aqui no site sobre essa data tão importante. Será que ainda dá tempo de encontrar um amor? O que é preciso para encontrar alguém que queira compartilhar a vida conosco?

Até a próxima!

 

 
 
13 de março de 2015

Relacionamentos na terceira idade

relacionamentoterceiraidade

É comum hoje em dia achar que namoro e relacionamentos são permitidos apenas para os jovens. Muitos acham que aquele que chega à velhice é assexuado e deve focar sua vida à família. Mas não é bem assim. O amor e o sexo ocorrem depois dos 50 anos e são tão intensos quanto na juventude. As diferenças estão nos detalhes.

De acordo Guita Grin Debert, professora do Departamento de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), “as mulheres passam a ser menos recatadas e os homens, mais afetuosos”. No seu estudo “Velhice, violência e sexualidade”, a pesquisadora também diz que “o prazer estaria espalhado pelo corpo, ocorrendo um processo de desgenitalização”.

Tanto os homens como as mulheres mais maduras são mais positivos em suas expressões afetivas. O desejo, nessa fase, pode até diminuir, mas não o suficiente para calar todos os sentimentos inerentes à condição de ser humano. As pessoas mais velhas também buscam compartilhar momentos agradáveis e gostam de ser companheiros para as horas boas e também para as horas ruins. Esse talvez seja um dos principais objetivos.

Como ter um relacionamento saudável na terceira idade

Durante nossa vida, passamos por diversos obstáculos, seja na esfera amorosa ou em outra qualquer. Os mais velhos, portanto, são “campeões” nessa “corrida”. Para entrar em um relacionamento de forma saudável, é preciso ver todas as quedas como parte do jogo e não se enxergar como vítima.

População mais velha

Até 2050, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a população idosa no Brasil vai triplicar, passando dos atuais 21 milhões para 64 milhões. No mundo, o número de pessoas com mais de 60 anos chegará a 200 milhões.

Veja também: O mito do par perfeito e as aparências

 
 
13 de fevereiro de 2015

Amor de carnaval, uma aventura que pode perdurar

amor-carnavalAmor de carnaval geralmente é visto como efêmero e baseado na atração física mútua. E não seria por menos, já que essa época esbanja sensualidade. As pessoas saem mais à noite e conhecem mais gente, as praias vivem lotadas e a “azaração rola solta”. Mas nem sempre é assim. Tem gente que apostou que não passaria de um romance de carnaval com prazo de validade, mas acabou sendo enlaçado pela flecha do amor.

Foi o que aconteceu com Luana, de Curitiba, e Anderson, de Londrina, ambos com 32 anos. “Primeiro, namoramos a distância. Não foi fácil. Rolou ciúmes, insegurança e os amigos ainda ficaram azarando…”. No final das contas, acertaram os detalhes, ele veio encontrar com ela na capital paranaense e se casaram.  

 
 
 
26 de janeiro de 2015

Casados são mais felizes, diz estudo

casados-sao-mais-felizesUm novo estudo científico, publicado pelo Escritório Nacional de Pesquisas Econômicas dos Estados Unidos neste mês, comprovou algo que muita gente já sabia: os casados são mais felizes do que os solteiros.

Para chegar a esse resultado, os cientistas analisaram dados de mais de 300 entrevistas feitas em diversos países. Além disso, eles também compararam os níveis de felicidade antes e depois do casamento.  

 
 
 
05 de dezembro de 2014

Você sabe amar?

amor

Você sabe amar? Pode parecer uma pergunta boba, mas não é. Para amar, é preciso querer esse sentimento tão gostoso e incrível. Além de desejá-lo, temos também que dar um basta no medo de senti-lo, exemplificado em frases como “pode não dar certo” ou “vai que encontra outra pessoa”.

“Amar pode dar certo desde que você tenha a coragem de amar sem esperar certificado de garantia ou prazo de validade. Desde que você se permita amar, aproveitando cada momento”, conta a matchmarker Marlene Heuser, da Golden Years Agência de relacionamentos.

E para permitir-se a amar, você precisa abrir seu coração para o mundo. As agruras do passado sempre estarão presentes na sua vida, mas as encare como parte do aprendizado. Nada de se colocar na posição de vítima, pois isso só nos impede de ter uma vida plena e completa.

 

 
 
 
28 de novembro de 2014

A busca pelo amor

abuscapeloamor

Quando as festas de final de ano começam a se aproximar, é comum ouvirmos homens e mulheres falarem que estão receosos de passar o final de ano sozinhos. Nessa hora, é preciso ficar calmo e ter consciência de que ainda dá tempo de encontrar alguém especial e dar um basta nessa busca pelo amor.

Para isso, basta planejamento. Não adianta sair por aí atirando para todo lado. Se durante todo o ano você esteve ocupado com as obrigações profissionais, agora é a vez de mudar o foco e mirá-lo no amor. Comece a olhar ao redor. “O cúpido pode acertar você em cheio. Basta estar aberto a essa possibilidade”, diz a matchmaker Marlene Heuser.

Foi o que aconteceu com a Letícia, de Londrina, e o Juan, de Ribeirão Preto. Eles se conheceram no dia 23 de dezembro, graças às flechas da Golden Years, e hoje formam um casal lindo de se ver. Eles enviaram um depoimento para nosso site contando um pouco sobre como foi o primeiro encontro deles, isso no ano de 2010.

 

 
 
 
12 de novembro de 2014

A companhia certa para o final de ano

casalfinaldeano

Com a aproximação das festas de final de ano, algumas pessoas sentem o fato de não ter uma companhia para levar aos jantares na casa da família, às comemorações da empresa ou à festa da virada.

Ainda assim, também nesse momento é preciso ser forte, positivo e não agir com aflição. Sair “atirando” por aí e demonstrando carência afasta as pessoas, em vez de atraí-las.  Se você quer encontrar uma companhia neste final de ano, foque em você.

Foque no aqui e agora

Procure esquecer as dores do passado. Quem pensa muito no que ficou para trás, acaba sofrendo sem necessidade e transparece isso. Afinal, não tem como mudar o que já aconteceu. E não pense tanto no futuro. Criar expectativa demais pode ser frustrante. Viva no presente, no aqui e no agora.

Seja completo

Sabe aquela frase “encontrar minha cara metade”? Pois é, ela precisa ser atualizada. Na verdade, você tem que ser uma pessoa por inteira, completa. Essa incompletude é uma carência que precisa ser resolvida. Projetar no outro a sua felicidade pode ser um desastre. Só você pode ser o responsável pela sua felicidade. A frase, então, deveria ser “encontrar a mim mesmo”.

 

 
 
 
06 de novembro de 2014

Por que os homens procuram uma agência de relacionamento?

I

Por que os homens procuram uma agência de relacionamento? A Golden Years, especializada em aproximação de pessoas, responde a essa pergunta, feita constantemente pelas mulheres. Tal resposta é baseada em uma experiência conquistada durante 20 anos de atendimento e nos depoimentos dos próprios clientes ao longo desse período.

Falta de tempo: Um dos principais motivos é a carga excessiva de trabalho. Muitos homens passam horas do dia no escritório. Quando chega sábado e domingo, eles só querem relaxar. O tempo para procurar uma parceria, portanto, se torna escasso. “Isso pesa no final do dia, quando percebem que estão cansados,sozinhos, sem uma companheira”, diz a matchmaker Marlene Heuser.

Segurança e sigilo: Alguns homens que procuram a agência de namoro alegam que não podem ter tanta exposição por causa da profissão. Sair para baladas ou se cadastrar em sites de relacionamentos abertos, para eles, está fora de cogitação. Por isso, buscam sigilo e um lugar onde possam ter sua identidade preservada.

 

 
 
 
29 de outubro de 2014

Como conquistar uma mulher moderna

mulhermodernaSe você quer transformar uma paquera com uma mulher moderna em um compromisso sério, abandone os velhos e ultrapassados manuais de conquista. Joguinhos não funcionam nessa hora. Na hora da conquista, é preciso inteligência, sabedoria e sutileza.

A matchmaker Marlene Heuser dá algumas dicas para homens que estão à procura de relacionamentos sérios.

Respeite-se: primeiramente, respeite-se. Se você não fizer isso, ninguém fará por você. Valorize o seu passe.

Não exagere: quando conversa com uma mulher, não a transforme em sua terapeuta. Não desabafe ou conte seus problemas. Isso pode afastar. Não é interessante, também, “cantar de galo” e contar suas aventurais sexuais.

Sutileza: demonstre interesse de forma sutil e saiba “bater em retirada” na hora certa. As mulheres valorizam aquele homem que não busca apenas aventuras.

Inteligência: a mulher moderna valoriza a inteligência. Por isso, durante a conversa, mostre que tem conhecimento de mundo e cultura. Mas tudo tem limite: nada de ser arrogante.

Calma: não vá com sede ao pote. Não precisa mostrar de início que você quer um relacionamento sério. Isso pode afastar a pretendente. Aja com naturalidade, mesmo se a ansiedade estiver lhe consumindo por dentro.

E lembre-se: O compromisso só acontece quando os dois envolvidos estão dispostos a sair da superficialidade para investir em algo duradouro. Se você perceber que a outra pessoa não tem esse interesse, caia fora.

Veja também: A felicidade está logo ali

 
 
23 de outubro de 2014

Relacionamento cristão

relacionamentocristao

O relacionamento cristão destoa dos outros. Na Igreja, seja evangélica ou católica, existe o cultivo do diálogo, do respeito ao próximo e da fidelidade. Durante as cerimônias, sejam missas ou cultos, também se vê a congregação dos costumes da família.

O namoro, no relacionamento cristão, é visto como um passo para o casamento, não como algo passageiro ou uma “ficada”, tal qual um relacionamento com viés mais contemporâneo.  Os namorados procuram conhecer um ao outro antes de avançarem as etapas.

Inversão

O mundo ficou mais rápido, tecnológico e livre. Só que essa velocidade afetou o amor. O sentimento, até então retratado em poemas românticos, se transformou em algo efêmero, enlatado e “líquido” – nome que o sociólogo Zygmunt Bauman dá a fragilidade dos vínculos humanos, bem característica da modernidade. Claro que não podemos generalizar, mas essa realidade faz parte do momento em que vivemos e precisamos encará-la.