09 de julho de 2014

A influência das redes sociais em primeiros encontros

golden-years-agencia-de-relacionamentos-casamentos-redes-sociais

É comum encontrarmos boa parte de nossos amigos, familiares e colegas nas redes sociais. É comum, também, acharmos por lá pessoas que nos interessam afetivamente, sejam amigos de amigos, colegas ou qualquer outra pessoa. Tudo o que você precisa é de um nome para começar a busca. Mas será que isso é bom?

Há quem diga que as redes sociais têm jogado o mistério e o encanto dos encontros para escanteio. Isso porque não há mais a mágica de conhecer a pessoa ao vivo. Não há mais o ‘olho no olho’ e a sedução presencial. Tudo porque as redes sociais já escancaram tudo o que queremos e precisamos saber sobre o outro. Sem falar que já podemos iniciar o papo ali mesmo e, caso ele ou ela não nos agrade, já podemos partir para a próxima tentativa. Isso sem sair do lugar, no conforto de casa. Portanto, sem esforços e sem grandes constrangimentos.

Por outro lado, existem pessoas que defendem as redes sociais como sendo um instrumento novo na hora da conquista e da sedução. E o argumento neste cenário é o de que, por meio do Facebook, por exemplo, podemos ter um pré-encontro e já ter uma ideia se a pessoa em questão combina ou não conosco. Neste caso, as redes sociais representariam um aliado e tanto, especialmente para as pessoas mais tímidas que tem dificuldade em realmente iniciar uma conversa cara a cara.

O que se pode concluir é que as redes sociais podem exercer os dois papéis descritos acima. Pode tanto ajudar como prejudicar. Cabe a cada um escolher o método que melhor lhe convém, afinal, somos todos diferentes.

Nós, da Golden Years, acreditamos muito no encontro ao vivo. Em uma conversa cara a cara é possível ouvir a pessoa, analisar seus gestos, sentir seu cheiro e o mais importante: olhar para ela.  O contato visual é essencial para estabelecer uma conexão e verificar se o outro está, ou não, a fim de você.

Muitas vezes, um olhar pode entregar mais do que palavras. Veja mais sobre os sinais da paixão.

E você, o que acha?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>