22 de abril de 2016

A árvore dos problemas

Certo fazendeiro resolve contratar um carpinteiro para uma série de reparos
em sua propriedade. O primeiro dia do carpinteiro foi bem difícil. O pneu de
seu carro furou, fazendo com que ele deixasse de ganhar uma hora de
trabalho. Sua serra elétrica quebrou, e aí ele cortou o dedo. Como se não
bastasse, no final do dia, seu carro não funcionou. Assim, o fazendeiro
resolve oferecer carona para casa.

Percorrida a viagem, o carpinteiro convidou-o a entrar e conhecer sua
família. Quando os dois se dirigiam à porta da casa, o carpinteiro parou
junto a uma pequena árvore e gentilmente tocou as pontas dos galhos com as
duas mãos. Ao abrir a porta de casa, o carpinteiro já parecia outro: os
traços tensos do seu rosto transformaram-se em um grande sorriso. Ele
abraçou os filhos e beijou a esposa. Após uma alegre refeição, o fazendeiro
agradeceu e despediu-se de todos.

O carpinteiro acompanhou seu convidado até o carro. Assim que passaram pela
árvore, o fazendeiro questionou seu anfitrião sobre o motivo pelo qual ele
tocara na planta antes de entrar em casa. – Ah! Esta é a minha planta dos
problemas. Eu sei que não posso evitar todos os problemas no meu trabalho,
mas eles não devem chegar até os meus filhos e minha esposa.

Então, toda noite, eu deixo meus problemas nesta árvore quando chego em
casa, e só os pego de volta no dia seguinte. E o senhor quer saber de uma
coisa? Toda manhã, quando volto para buscar meus problemas, eles não são nem
metade daquilo que eu lembro ter deixado na noite anterior.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>